Postagens

Mostrando postagens de Novembro, 2013

mesmespaço

Imagem
Você já esteve em um dia onde todos os anos da sua vida se resumem em apenas este dia?

mesmespaço estreou hoje no TUC. Última apresentação amanhã!!!

A peça fala de perdas e lança de uma forma bastante corporal e de frases diluídas entre os emissores, pontos de emoções diversos em relação aos fatos que contribuem para as perdas.

Obrigada aos que estiveram presentes hoje!



Agradecimentos: Jossane Ferraz Amábilis de Jesus Nathália David Góes Francisco Mallmann

com tuas próprias mãos

Imagem
Escrever é solitário, mas realizar, executar com as próprias mãos o que mora no âmbito do desejo esta para nós como a água está para a flor. E então, quando FAZEMOS, quando nos vemos refletidos nos nossos feitos, é quando encaramos, sem pesar, o ato de viver só no mundo, pois já nascemos sozinhos.  Tem uma força imanente que nos conecta, não aprendemos a controla-la, mas podemos respeita-la. Somos sim seres que precisamos ser obedientes e aceitar e se entregar å esta força, que é sim divina, porque é sobre-humana. Ninguém, por melhor acompanhado que esteja tem a segurança da soma, principalmente porque, ainda, nada perdura para além do que conhecemos como vida. O velho clichê aproveite cada momento é de fato um propósito para se instaurar no mundo sem ansiar por um futuro ou, retroceder no tempo e se perder de si (do aqui e agora), mas, nos ensinam que aproveitar cada momento é ir ao extremo do riso e da felicidade. Vejo a isto como a famosa válvula de escape, você aproveita e intens…

Viva o Negro!

Imagem
"Sou negra livre
Cheguei aqui a pé"*

Salve o Negro
Salve o Branco
Salve todo Ser Vivo
Todo Ser que respira
E compartilha do mesmo oxiênio
Viva meu Vozinho
O sangue que corre em mim
é mistura
Que colori meu Espírito
De uma Italiana Branca
Que se dedicou a Amar um Negro Brasileiro
Viva o País mesclado
O País que muda
Que não tem vergonha da consciência
De que na vida somos todos semelhantes
Pois,
O mesmo pó dissolverá a pele de ambos
Seja Branco, seja moreno.
O fim ainda está para todos. Enquanto isto: Nos Respeitemos!



*trecho da letra da música escrita para Negra Li, de Nando Reis.


O PESO DA CARNE

Imagem
Filho novo saindo!!!

Viver Bem Com o Meio Ambiente

Imagem
"Se nosso próprio corpo não é afetado, nossa mente não percebe a existência de corpos externos." Ética II - Spinoza A grama estava confortavelmente áspera. Quente! 
A luminosidade do Sol colore a vida daqueles que se permitem (ao menos tentar) ser luz! É tão gostoso Viver! Até Spinoza já dizia que sentimos o mundo aqui com nosso corpo. Não tenhamos vergonha de apreciar a beleza que há em nosso planeta. De apreciar com nossos sentidos. 
Preservar o meio ambiente é Cuidar de Si também. Na companhia de dois queridos amigos, Treat Serpa e Robison Tocera, fizemos um trabalho  teatral delicioso de conscientização å preservação ao meio ambiente. Estive vestida de Fiona e depois fui aprontar um pouquinho nesse espaço belíssimo que a empresa DENSO faz questão de manter. Em resumo, é simples ser feliz, estamos conectados com tudo que nos cerca e creio eu que até mesmo com aquilo que nem imaginamos e que, a ciência ainda nem conseguiu encontrar. Somos peças de um todo. E para estarmos…

Como Sentimos o Mundo?

Imagem
A FIM DE VER O MUNDO, TEMOS DE ROMPER COM NOSSA ACEITAÇÃO HABITUAL A ELE
Maurice Merleau-Ponty (1908-1961) Abordagem do Filósofo: Fenomenologia


Interessado em investigar atentamente nossa experiência de mundo, questiona nossas pressuposições cotidianas. Direciona-se então ao campo da fenomenologia. Edmundo Husserl já explorava essa experiência. Merleau-Ponty vem abordar essas questões, mas o que difere ambos? O fato de que a nossa experiência de mundo não consiste apenas em EXPERIÊNCIA MENTAL, como também CORPORAL. Em Fenomenologia da Percepção, Ponty explora esse pensamento e conclui que a mente e o corpo não são entes separados (pensamento que contradiz Descartes). O pensamento e a percepção para Ponty são incorporados. O MUNDO, A CONSCIÊNCIA E O CORPO SÃO TODOS PARTES DE UM ÚNICO SISTEMA. O filósofo rejeita a dualidade de que o mundo é composto por MENTE e MATÉRIA separadamente. O corpo como veiculo do ser no mundo. A proposta de Merleou-Ponty é uma ontologia da percepção em dialogo c…

Quem sou eu? Quem é o outro?

Imagem
No filme ao lado, Kaspar Hauser foi privado do convívio social numa espécie de cativeiro. Alí não aderindo ao uso da linguagem e nem podendo apreciar as paisagens. Visto que, desde a tenra idade Hauser está excluído da cultura e da gramática ele não pode pensar, porque não há palavras que possam lhe fazer algum sentido, elas são vagas.  Ao aparecer em sociedade, a personagem passa a ter experiências a partir da linguagem, dos costumes locais e ainda assim, tudo é muito distante de si. Ele nem mesmo pode se distinguir do mundo, porque não tem a ideia do Eu. Portanto anula a afirmação Descartiana de que o homem pode reconhecer a todas as coisas no mundo. Kaspar é incapacitado de identificar até mesmo o que é uma paisagem ou um ser humano ou um animal, com excessão do cavalo, pois era sua única referencia: Um cavalinho de madeira que o acompanhava na solidão do seu cativeiro. Sendo assim, Kaspar em todos os seus anos, nunca olhou para si  e pensou em autoconhecimento, em personalidade o…

Fotos: VIDEOCLIPE BANDA INNER DRAGON

Imagem
PRODUTORA: VIGOR MORTIS DIREÇÃO: PAULO BISCAIA FILHO PRODUÇÃO: MARCO NOVACK DIREÇÃO DE FOTOGRAFIA: MAURICIO BAGGIO ELENCO: MICHELLE RODRIGUES E VIVIANE GAZOTTO MAQUIAGEM: ANDREA TRISTÃO FIGURINOS: ROBSON SCHULTZ & CLÉ CARRER DIREÇÃO DEARTE: MARJA CALAFANGE ASSISTENTE DE ARTE: CRISTOPHER GEGEMBAUER STILL: MARCO NOVACK