Coisas que Morrem e Coisas que Vivem

A  A R T E  e  A  M E L A N C O L I A  de E X I S T I R

Neste lugar viveu uma senhora que por mais de 60 anos dedicou sua vida em habitá-lo. Hoje - com pouco mais de 90 anos - ela foi levada. Ficará aos cuidados dos parentes por causa da debilidade dos seus movimentos causados pelo Tempo, vulgo Idade. Aproveitei para disparar alguns cliques porque a nostalgia deste ambiente disparava o meu coração!

A casa, o jardim descuidado e o frescor da saída da moradora idosa exalavam um ar de arrebatador mistério.

Pois, qual o mistério e qual o sentido das Coisas que Morrem e Coisas que Vivem?



























Fim
ou
Apenas Mais Um Começo No Tempo e Na Natureza!


Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Entre Murmúrios e Lágrimas